Autoconfiança

Em continuação ao anterior post, vai mais um desabafo sobre a nossa economia e o sentimento de ser português.

Como é possível que dois povos irmão e vizinhos, serem tão diferentes, o que os portugueses tem a menos, tem os espanhóis a mais, a auto-confiança.

Os produtos deles não tem qualidade mas para eles são os melhores do mundo e nós somos totalmente o opostos, temos excelentes produtos mas o que é de fora (estrangeiro) é que é bom.

Os portugueses tem que começar a consumir principalmente produtos made in Portugal, nem que isso custe uns cêntimos a mais, neste momento é complicado estar a pedir ao portugueses para gastarem mais dinheiro, mas é uma solução para crise. Se eu consumir produtos portugueses estou a ajudar as empresas e a criar mais postos de trabalho. Com esse novos postos de trabalho, essas pessoas ganham poder de compra e vão ajudar outras pessoas, e isso é uma bola de neve.

E esta autoconfiança também tem que chegar aos mais altos cargos do país, e tem que ser eles o primeiros a dar o exemplo, mas não é isso que acontece.

Um exemplo flagrante está a acontecer aqui em Sines, onde nos últimos anos várias obras foram ganhas por empresas espanholas, só por serem um pouco mais baratas que as proposta da empresas portuguesas. O problema é que essa obras estão só a dar problemas, coisas mal produzidas, obras abandonadas por não conseguirem as terminar. Essas obras nos próximos anos terão que ser reparadas e no fim das contas, as obras vão sair muito mais caras.

Os políticos e os administradores de empresas ainda não conseguirem perceber que as empresas portuguesas tem grande qualidade, e um excelente know how. Por esse motivos conseguem ganham as principais obras espanhola, porque os espanhóis não sabem fazer, simplesmente não sabem. Como não sabem fazer e perdem os concursos, vem para Portugal com preço baixíssimos, depois não se admirem se as obras darem em merda…

 

Partilhe:


Artigos Relacionados:

Categorias: Sem categoria
Tag: , ,