Post-it

Vamos a mais um post de reflexão, como várias temáticas, são post-it. Apesar de eu saber que ninguém o lê, gosto de os escrever para poder reler mais tarde, para acompanhar a evolução do meu pensamento.

Aviso: Todo o conteúdo é apenas a minha opinião, não representa qualquer tipo de aconselhamento financeiro.

Bitcoin, o meu preço alvo

O meu preço alvo para o bitcoin é bastante ambicioso, não é um valor exacto mas sim um intervalo de valores variáveis. Na minha opinião, o marketcap do bitcoin deverá superar o marketcap do ouro, até poderá duplicar o valor do ouro.

Poderá levar muitos anos, mas eu acredito que o bitcoin vai superar 1 milhão de dólares, mas espero que alcance este valor, graças à valorização do bitcoin e não das desvalorização do dólar.

Estamos num período de inflação alta em todo o mundo e certamente durará alguns anos, por isso, o meu preço alvo não é em dólares mas sim em ouro

Tether e a dominância

A Tether, a maior stable coin, continua a crescer mas está a perder a dominância:

Market CapitalizationMarket Dominance
JAN 20204,63 B88,87%
JAN 202278,45 B47,58%

O crescimento foi impressionante, em dois anos, quase multiplicou 17 vezes o market cap, só o USDC teve um crescimento maior. 

O Tether sempre foi uma sombra no mundo das criptomoedas, sempre gerou muitas dúvidas pela sua falta de transparência nas contas, apesar de continuar a crescer, a boa notícia é que está a perder dominância, já representa menos de metade. Em dois anos, perdeu 40% quota de mercado. 

Agora com o apertar do cerco à stable coin pelo FED/SEC nos EUA, espero que não haja problemas.

Outro dado curioso, apesar da forte queda dos criptoativos, o marketcap da USDT está com uma ligeira queda e o USDC continua a crescer a um bom ritmo. Ou seja, apesar de venderem nas criptoativos no-stable, não abandonam o mercado em si, apenas trocam por stablecoin. Certamente vou voltar a apostar em ativos a curto/médio prazo.

Teoria das grande moedas

É uma teoria que eu criei há muitos anos, quando conheci o bitcoin, por volta de 2012. Eu acredito que a longo prazo, todas as moedas FIAT pequenas irão desaparecer. Ficando apenas as moedas fortes (euro, dólar, iene, yuan, franco suiço), de países muito grandes (real, rublo russo, rupia, dólar canadiano, etc ) e países autoritários. 

Em especial, os pequenos países, que sofrem periodicamente com problemas cambiais por terem moedas fracas, vão trocar por moedas fortes, e o destaque vai para o bitcoin, num sistema como o utilizado em El Salvador, com dupla moeda, dólar e bitcoin.

Estes pequenos países vão beneficiar por terem uma moeda forte, igualmente como aconteceu com Portugal com a entrada no euro.

NFT, fim dum monopólio

Como eu previa, o falhanço da actualização na rede Etherium, a rede continua com fees com valores exorbitantes há vários meses, está a levar a “migração” dos novos projectos para outras blockchain. Provavelmente o Etherium continuará a ser a principal blockchain de NFTs, mas a quota de mercado será baixa, muito mais baixo do que eu esperava há uns 6 meses.

O ritmo da evolução deste mundo dos criptoativos é tão frenético que começa a ser complicado acompanhar. Em 6 meses, a minha previsão nos NFTs mudou, acredito que no futuro vai existir centenas de blockchain. E os marketplaces, terão um papel essencial, disponibilizados os NFT de todas as blockchain num único local. Vai chegar ao ponto que vamos comprar NFT sem fazerem a mínima ideia em blockchain está. 

Onde tudo será simplificado, a gestão será toda feita pelo marketplace, até o sistema de pagamento, ou seja, nós criamos a conta, onde colocamos BTC, ETH, dólares ou qualquer moeda, e será o marketplace que fará a conversão e o pagamentos ao vendedor e as fee das blockchain. 

Em vez de termos centenas de moedas diferentes para pagar os fee a centenas de blockchain, passamos a ter apenas Bitcoin(ou outras) e marketplace fará as conversões.

NFT, play-to-earn

Eu acredito que o futuro dos jogos passará pelos NFTs, certamente não passará pelo play-to-earn, mas sim pelo modelo tradicional, onde só a desenvolvedora é que ganha. Se existe um mercado ainda mais ganancioso que o do mundo cripto, é o mundo dos jogos. 

O  play-to-earn é a nova febre, criaram a ilusão que se pode ganhar dinheiro com os NFTs dos jogos. Este novo conceito não passa de um esquema ponzi.

As desenvolvedoras vão criar NFTs, certamente colocarão royalties altos e com algumas limitações de revenda de nfts.

NFT, em bitcoin

Eu não sou a favor em colocar os NFTs na Blockchain da Bitcoin, porque esses produtos iriam criar muitas transferências, ficando a rede lenta e cara. 

Este é o problema da Etherium, centraliza muitos projectos numa única blockchain, e muitos desses projectos são lixo, que geram transações, congestionam a rede e elevam as fee para valores astronómicos.

Seria muito interessante que a comunidade de bitcoin criasse uma nova blockchain (layer2) dedicada em exclusivo para NFTs, com um sistema de Proof-of-Stake. Sem mineração, os ganhos serão só os fees. Esta blockchain não teria uma moeda própria, para pagamentos seria usada a Lightning Network e o Stake está em endereço de Bitcoin.