Bitcoin, o Polvo

Muitos portugueses se questionaram como foi possível a crise da banca em Portugal, na última década. Como foi possível acontecer aquilo? Como ninguém viu? Uma parte está explicada neste interesante vídeo, onde o antigo governador do Banco de Portugal, parece o antigo ministro da informação do Iraque.

No momento está a acontecer uma das maiores revoluções no sistemas financeiros, o Sr. só se importava “etimologia” da palavra MOEDA. Isto só demonstra como os políticos e governadores não fazem o minima ideia como são os ecossistema de cripto ativos existentes, e apenas tem a uma ideia vaga do bitcoin e mesma essa, está errada.

A regulamentação será para breve, devido a pressões de empresas e da banca, porque os políticos não fazem nada por iniciativa própria. O pior é que eles não percebem nada e certamente vão sair muito asneiras. Eu espero que a legislação “venha” da UE, talvez sejam mais competentes.

Polvo

Ok, eu também concordo que o Bitcoin não é uma moeda, é muito mais que isso, eu gosto de o chamar de Polvo. Quando eu falo em Polvo, falo apenas do animal, sem qualquer conotação negativa (máfia, corrupção) que a palavra pode ter.

O polvo é ultra resistente, flexível, a sua camuflagem adapta-se em qualquer situação. Até o cérebro está descentralizado 🙂 , é composto por um cérebro central ligado a 8 cérebro paralelo, que cada um controla o respectivo tentáculo.

Os “adeptos” dos criptoactivos são de todos os quadrantes, desde os mais moderados como os Fred Antunes (eu tenho uma visão semelhante) até aos mais radicais como os maximalista, libertário e entre outros.

Abrangência do Bitcoin

Anteriormente eu acreditada que o Bitcoin iria substituir as Moedas FIAT, mas com o tempo a minha opinião foi-se alterando, agora acredito que a melhor solução será um sistema onde convivem paralelamente a FIAT e o Bitcoin.

Poderá ser um sistema como duas moedas oficiais, como El Salvador já tem.

Ou então num sistema mais conservador, onde só existe uma moeda oficial (FIAT), mas existe liberdade para a utilização do bitcoin, cada cidadão usa o moeda que quer.

Talvez a muito, muito longo prazo, quando o preço estabilizar, o Bitcoin poderá ser moeda única, mas possivelmente só em pequenos países.

O bitcoin é um activo multifacetado, adapta-se de pessoa para pessoa e país para país.

Países da Zona Euro, EUA, China, Japão, Suíça ( países com moeda própria forte):

  • Poupança dos Cidadãos e de Empresas

Apesar do Bitcoin estar a estabilizar com o tempo, para os cidadãos destes países ainda é um pouco volátil para as compras do dia-a-dia, será necessário mais alguns anos para estabilizar. 

Mas como a poupança para médio a longo prazo, é excelente, sempre para períodos superiores a 4 anos.

  • Caixa das Empresas

Com a globalização do bitcoin, alguns produtos importados terão de ser pagos em bitcoin.

  • Importação de divisas

Importação de divisas de subsidiárias localizadas em países com moedas com problemas de câmbio ou com altas inflações.

Países de grande dimensão mas com moedas fracas ( Brasil, Turquia, Nigéria, Argentina, Rússia, Índia, Irão… ):

Este grupo de países, além dos 3 tópicos indicados anteriormente, ainda  terão mais benefícios: 

  • Moeda

Como são países com grandes dimensões, dificilmente vão acabar com a sua moeda, mas como a moeda é fraca. Em períodos de crise, com altas inflações, mesmo que implementem medidas de controle de capitais, impedindo os cidadãos de trocar o seu dinheiro por moedas estrangeiras (geralmente dólar). A única solução para evitar esse controle de capitais e evitar a desvalorização dos seus rendimentos, é o bitcoin, o único disponível.

Nestes países, a volatilidade do bitcoin já não será problema, porque a moeda própria é muito mais volátil que o próprio bitcoin. 

E crise após crise, o bitcoin irá ganhar quota de mercado.

  • Remesas de Diáspora

Países com enormes diásporas, anualmente enviam biliões em remessas para os seus países de origem, parte desse capital perde-se em altas taxas e câmbios. O Bitcoin é extremamente barato e fácil.

Países pequenos:

  • Proteção de Moeda forte

Além de todas as vantagens indicada anteriormente, as moedas destes países, dificilmente irão resistir. Eu acredito que irão optar por um sistema duo, com o dólar (ou euro) e bitcoin a circular paralelamente, o que está a fazer El Salvador.

Com este sistema, estes pequenos países poderão beneficiar, como Portugal, com a troca do escudo pelo euro, reduzindo o problema da inflação.

Geral:

  • Liberdade do sistema Swift

Os países, empresas ou pessoas com embargos comerciais, estão proibidas de usar o sistema Swift. Com o bitcoin poderá contornar os embargos criados pelos EUA, que monopoliza o sistema, a seu bel prazer, como uma verdadeira bomba híbrida, matando mais que qualquer bomba nuclear.

  • Bitcoin, o ouro do séc XXI

O bitcoin irá “roubar” uma cota de mercado ao ouro, irá aumentando com o passar do tempo, mas vai ser demorado, porque o bitcoin ainda é algo geracional. Os millennials e as gerações mais recentes, sabem o que é o bitcoin e reconhecem o seu valor, ao contrário das gerações mais velhas.

  • Países Sem moeda própria

Os países sem moeda própria, a maioria tem o dólar, estão atualmente a ser prejudicados pela alta inflação dos Estados Unidos (dolar). E como já não tem uma moeda própria, facilmente aceitam o bitcoin, não tem nada a perder, como El Salvador o fez.

  • Reserva nos banco central

Aqui será a cereja no topo do bolo, já vários países têm reservas em bitcoin, mas é uma questão de tempo até todos terem. Mais ano, menos ano, um bitcoiner será presidente ou primeiro-ministro ou governador do banco central.

Bitcoin, é moeda, é commodity, é bond, é ETF, meio de transferência de valor e muito mais…

Aviso: Todo o conteúdo é apenas a minha opinião, não representa qualquer tipo de aconselhamento financeiro.