Onde estão os 5 pilares?

Talvez seja realmente a únicas regras existente na wikipédia, são os Cinco pilares, estas são as únicas regras que devem ser respeitada…

Será que com actual estado da Wikipedia, estão a ser cumpridos os 5 pilares? … os 2 últimos estão a ficar esquecidos.

4º Pilar :

A Wikipédia possui normas de conduta. Respeite os outros editores da Wikipédia, mesmo que não esteja de acordo com eles. Comporte-se de forma civilizada, evite fazer ataques pessoais e generalizações. Mantenha-se calmo durante as disputas e evite guerras de edições. Recorde que a Wikipédia lusófona possui 412 541 artigos nos quais pode trabalhar. Assuma boa fé. Não utilize sock puppets para apoiar determinadas posições, insultar ou para participar em votações


5º Pilar:

A Wikipédia não possui regras fixas além dos cinco princípios gerais elencados nesta página. Seja audaz a editar os artigos, pois a satisfação de editar reside em não ser necessário alcançar a perfeição na primeira vez. E não se iniba de editar por temer colocar as coisas de pernas para o ar. Todas as versões dos artigos são preservadas num histórico, de modo que não é possível danificar definitivamente a Wikipédia ou destruir irremediavelmente informação. Mas lembre-se: tudo o que aqui escrever será preservado para a posteridade.

Será que isto existe na actual Wikipedia:

  • Respeite os outros editores da Wikipédia
  • Comporte-se de forma civilizada
  • evite fazer ataques pessoais
  • Mantenha-se calmo durante as disputas
  • evite guerras de edições
  • Não utilize sock puppets para apoiar determinadas posições
  • A Wikipédia não possui regras fixas
  • Seja audaz a editar os artigos
desta enorme lista que regras não cumpridas eu destaco, porque está a assustar o futuro da wikipédia, é A Wikipédia não possui regras fixas”. Pelo contrário, cada vez existem mais regras, para tudo e para nada existem regras, se fosse impressas todas as regras existentes já seria necessário mais que um resma de folhas de papel A4.

E o pior é que existem users que estão a controlar as edições de sysop para descobrir pequenas falhas para depois colocarem logo um proposta de desnomeação. Estamos em entrar num caminho sem returno, a actual situação faz me lembrar um frase mitica no futebol português…


O meu clube estava á beira de um percepicio, e tomou a decisão correcta – Deu um passo em frente.

Devido ao excesso de regras, cada vez é mais complicado um user conseguir saber todas as regras, e eu pergunto-me, Se eu conhecesse agora a Wikipédia será que chegaria chegar onde cheguei, certamente não. eu nunca teria a paciência de ler e tentar perceber como funciona a Wikipédia. Ainda bem que eu conheci a Wikipedia à uns 3 anos atrás, ai sim o espírito era outro, onde o objectivo era criar uma enciclopédia com conteúdos livros. Actualmente a unica enciclopédia que estamos a criar é a enciclopédia das regras e das discussões sem fim….

Chegamos ao comulo de users com pouco experiência em combate o vandalismo e em editar artigo (o objectivo principal da Wikipedia) é que criam as regras para limitar o trabalho de toda a comunidade. Eu sempre foi e serei um seguidor do 5 pilar “A Wikipédia não possui regras fixas” ….
Partilhe:


Artigos Relacionados:

Categorias: Wikipédia
Tag: ,
  1. Eduardo diz:

    Antecipaste-te… Estava para escrever um post acerca da wiki ser agora uma burocracia. Daqui a uns dias logo escrevo

    Recordo apenas que era suposto ser acessível por ser fácil editar, agora é melhor não sair do nível-IP caso contrário tens de voltar à escola e estudar durante anos para dominar as regras do jogo…

  2. Porantim diz:

    Pois é, Rei… Não é mole.

    A luta é sem glória, mas não esmoreça. Existem bons editores aos montes e há sempre a esperança de que esta seja apenas uma fase.

  3. Patrícia diz:

    É complicado, a dada altura, atribuir responsabilidades de uma situação que escalou a um ponto que parece de difícil ou impossível resolução. Agora que o mal está feito, é necessário ver qual a forma de minimizar danos colaterais. Mas eles vão existir sempre.
    Não leio as esplanadas, mas leio o Planet e fui ver as discussões para me inteirar da situação. Assustei-me, mas tenho a dizer, tristemente, que não me surpreendi. É necessário ter a consciência de que existem alguns factores principais que despoletaram e alimentam a situação; sem nenhuma ordem especial, os que identifico são:
    *Abandono total dos processos de mediação. Algumas pessoas colocaram o seu nome na lista de mediadores e esqueceram-se de que a Mediação Infomal existia, boicotando de forma efectiva a sua eficácia. Nunca mediaram nada, nunca meteram as mãos na porcaria e alguns que mediaram nunca conseguiram resolução nenhuma por serem totalmente incapazes para o fazer. Em vez de existir um processo hierárquico de passagem por processos de mediação e depois então por outros processos se a mediação falha, há um salto imediato para a ameaça e o confronto, acabando por se formar uma tensão que poderia ter sido evitada.
    *A existência de administradores incompetentes. Não enterrem a cabeça na areia, vocês sabem que existem pessoas que nunca deveriam ter tido as ferramentas e algumas delas ainda as têm. Não é o facto de as aplicarem mal de vez em quando, pois isso pode acontecer a qualquer um e as acções administrativas são como todas as outras, podem ser desfeitas; é sim o facto de as usarem como arma de ameaça e dissuação *antes* de procurarem o diálogo, e de haver um medo de desfazer uma acção administrativa, mesmo que a veja como errada, por contrariar um dos seus “pares”. Uma das coisas mais difíceis de se fazer num ambiente colaborativo é julgar os seus pares e há muita gente que não o quer fazer, preferindo-se escudar numa pseudo-hierarquia administradores vs. usuários não-sysop.
    *A existência de usuários-problema que não são/foram parados a tempo. Deram-lhes espaço e rédea longa e está aí o resultado. Utilizam métodos de subversão do sistema, reinterpretando conceitos como o de consenso ou políticas da forma que lhes convém. Quem entende os sinais de perigo tenta avisar a comunidade, mas as pseudo-amizades orkutianas estabelecidas e mantidas por e-mail, Skype e MSN normalmente falam mais alto que os avisos dados por usuários de boa-fé e as acções disruptivas são ignoradas ou até apoiadas. Quando os protectores desses disruptores cedem à evidência dos factos, é tarde demais, já muito mal foi feito. E o mais “engraçado” é ver essas mesmas pessoas criando regras e depois ignorando-as…

    Por todas estas razões e porssivelmente por outras tantas mais, há a exaustão da paciência de uma comunidade. Desaparece, esfumaça-se e dizem-se coisas que não deveriam ser ditas. E quem deveria dar o exemplo não o faz, segue a carroça, ou assobia para o ar.
    Ser administrador na Wikipédia lusófona tornou-se um símbolo de status quo em vez de uma atribuição técnica para ajudar a combater vandalismo. Sem reverter essa noção, nada melhorará.
    Bloguei há pouco tempo sobre o ridículo excesso de regras da Wikipédia anglófona (sendo esta um espelho do que se passa ou passará noutras) e responderam-me para me manter nas três regras básicas:
    *Ignore todas as regras;
    *Não seja chato;
    *Seja neutro.
    É fácil. Ou não?