JN

É curioso o titulo do jornal JN,

Pai da Wikipedia admite erros

Ao ler este titulo, dá a entender, que foi a primeira vez que alguém ligado à Wikipédia admite que a Wikipédia tem erros…

Na minha opinião, e penso que na generalidade dos wikipedista, admitem que existem erros e sempre existirá erros na wikipedia. O nosso objectivo na wikipedia não é criar uma wikipedia sem erros, isso é uma ideia utópica, o nosso objectivo é criar uma enciclopédia com menos erros possíveis.

Eu também não percebo porque falam tanto dos “erros da wikipedia”… é verdade que existem erros, mas será que não existem erros nos livros, nos jornais, nas tv…

Eu ainda me lembro bem que dos livros da escola com erros, especialmente um livro de Matemática A do 12º ano cheio de erros ortográficos, como de erros nos exercícios que nem o meu professor sabia resolver, não tinham resolução. Se os livros da escola que são escritos por técnicos qualificados, depois os livros passam por técnicos da Ministério da Educação para aprovação, mesmo assim os erros passam.

porque criticam tanto os erros da wikipédia…

nunca podemos esquecer, na wikipedia há e sempre existirá erros

VERGONHA

É a unica palavra que me vem à cabeça, é uma VERGONHA, o que se passou hoje no parlamento português.

Eu sou heterossexual e tenho o direito de casar e porque outros homens (homossexuais) não tem o mesmo direito de casar. A meu ver, o problema não foi que a proposta do casamento dos homossexuais foi chumbada, num pais livre existe a possibilidade de votar a favor ou contra.

O principal problema é que o deputados do PS votaram contra mas dizem que são a favor do casamento dos homossexuais, parece que só votaram contra porque agora não era o momento certo… <ironia>até tem alguma razão, agora ainda não é o dia certo, falta menos de um ano para as eleições</ironia>

É mais um episódio para o descrédito nos políticos portugueses.

Stats5

Segundo o Jornal de Negócios:

A expressão ‘youtube” foi, novamente, a mais pesquisada. 784 mil portugueses com idade superior a 4 anos escreveram a expressão a partir dos seus lares, representando 25,9% dos internautas nacionais

Em quarto “wikipédia” e “Sapo” que partilham os mesmo valores – 323 mil internautas nacionais (10,7%)