Curiosidades da Wikipédia

Hoje fui alertado por um velho e grande amigo da Wikipédia lusófona que estava a acontecer uma votação por causa do fair use. Um amigo dos velhos tempos, do tempo quando a Wikipédia vivia em harmonia e os wikipedista tinham princípios.

Eu nos últimos tempos tenho estado um pouco afastado da Wikipédia, o tempo livre e a vida não me o permitem editar como desejava.

Nota: no momento que eu estou a escrever isto são, 21:30 (hora de Portugal ) e havia 77 votos a favor válidos e 59 contra.

Tempo de discussão da proposta:

  • Abertura da discussão: 12 de julho
  • Fecho da discussão: 4 de agosto

é curioso ver desta discussão, pouco mais de 15 dias, foi mesmo supersónica. Só mesmo alguém que não percebe como é a wikipedia e o seu passado,  é que mete um período de discussão tão curto, curtíssimo… ou será que o obectivo era mesmo esse.

Outro ponto curioso que eu reparei, é o nome dado à proposta “Uso Restrito de Conteúdo“, com a 78 (se não me enganei na contagem) excepções propostas nesta votação, e eu pergunto: O que não será aceite? as excepções são tantas que praticamente aceita todos os tipos de fotos/imagens.

<ironia>mas nem tudo é mau… com esta politica proposta já podemos colocar a foto vencedora do World Press Photo de 2008 para ilustrar (e retratar) esta proposta…</ironia>

Eu tenho estado um pouco afastado da wikipedia, mas é notória a quantidade de caloiros a votar a favor e os mais veteranos a votar contra. também é curioso ver a quantidade de votos nulos no lado a favor, são 17 votos nulos. Se os wikipedistas não sabem uma das regras mais básica, as regras do direito de voto, muito menos tem conhecimentos para votar no assunto extremamente complexo como é o Fair-use.

Ao ler esta proposta lembrei de uma proposta anterior a esta, procurei e procurei e não consegui encontrar o que desejava, lá tive pedir a Deus uma ajuda para procurar…

e voilá, encontrei, o que eu queria, curiosamente estava arquivado numa subpágina

O que eu procurava foi uma proposta que eu fiz na última proposta para o fair use, tem mais de um ano mas continua actual… a proposta foi criada,  no periodo de imenso ataques de sockpuppets, para evitar o votos deles, que poderiam desvirtuar a resultado da votação.

Com esta proposta de alteração do direito de voto, foi aprovada e desmoronou por completo a proposta de fair use da altura… a votação nunca chegou a ser feita, foi abandonada.

aqui fica a proposta de alteração do direito de voto

  1. Ser um usuário registado e efectuar o login antes de votar (votos de anónimos são considerados inválidos)
  2. Ter a sua primeira contribuição válida há mais de 30 dias como registrado antes do início da discussão ( data da discussão: 19 de Março de 2008)
  3. Ter um número de edições válidas no domínio principal da Wikipédia superior a 200 antes do início da discussão (19 de Março de 2008)
  4. Ter no mínimo 10 edições no domínio principal por mês nos últimos 3 meses, apenas para usuários com menos de 1000 edições válidas no domínio principal

nesta proposta eu fiz alterações mínimas no direito de voto.

Pegando nesta proposta de 2008, analisei todos os votantes a favor, e curiosamente se esta regras estivessem em vigor teriam de ser anulado 26 votos…

Vamos fazer o Balanço:

94 ( os votos a favor )

-17 (anulados por direito de voto) ~ 18%

– 26  (anulados por direito de voto de 2008) ~ 28%

=

51 votos

mais palavras para quê..

Só mesma a Wikipédia leva-me a perder uma hora do meu tempo, a falar de uma coisa que não tem pés nem cabeça… porque qualquer proposta será sempre reprovada pela fundação, as leis dos países lusófonos não permitem o uso de fair-use.

um abraço

Actualização (11:39   8/08/09):

em menos de 12 horas foram mais de 10 votos que não cumprem os critério do direito de voto de 2008.

Partilhe:


Artigos Relacionados:

Categorias: *, Wikipédia
Tag: ,
  1. Kimrichard diz:

    “as leis dos países lusófonos não permitem o uso de fair-use”

    Parece evidente mas há quem tenha a cabeça longe desses países..

  2. MachoCarioca diz:

    Meu caro Rei, boas.

    Eu poderia me alongar bastante nos meus comentários aqui sobre a sua postagem, rebatendo um a um os pontos colocados por você, para mostrar que nem tudo é tão certo quanto faz parecer.

    Principalmente no seu tocante a discussões relâmpagos e direitos de voto.

    Mas para não tomar muito de seu espaço – e nem sei quantas batidas este lugar de comentários suporta – me limito rapidamente a uma: ‘as leis dos países lusófonos não permitem o fair -use’, com que encerra, magnânimo com a ignorância alheia, o seu comentáio.

    Caro, saiba que concordo inteiramente com você. Como poderia um país lusófono permitir algo que simplesmente não existe neles? rs

    Onde leu que ali se vota o ‘fair-use’?

    Na verdade essa expressão é apenas um jargão, o que se vota ali, que você achou ‘curioso’, é o URC, o Uso Restrito de Conteúdo, ou seja, o uso intitucional e educacional de material copiraitado, sem intenções lucrativas ou comerciais. Respaldado nas leis brasileiras e lusófonas sobre o uso deste tipo de material, em imagens e texto.

    Portanto, a ‘Fundação’ não pode ‘reprovar’ nada que não tenha a ver com o ‘fair-use’ e que é suportado na legislação específica à Wiki-pt.

    Meu caro, se nem entende o que se vota ali, como pode reprovar quem não entende a complexidade do fair-use? (que é outra coisa, regido por outras leis) (Tens certeza que a entende?)

    Aquele forte abraço. 🙂

  3. Zorglub diz:

    Só quem não faz a mínima ideia do que está a dizer é que diz absurdos como estes “as leis dos países lusófonos não permitem o uso de fair-use” de facto na net aparece de tudo, até pseudo juristas que sem fazer a mínima ideia das leis dos vários países lusófonos, mandam bacoradas para o à espera que essas ideias absurdas colem. As leis dos vários países lusófonos, de uma forma ou outra, permitem a utilização livre de conteúdos, mediante certas restrições, dai ser “Utilização Restrita de Conteúdo” e não fair-use, mas enfim quando as pessoas se armam em rei sem o ser, dá disto. A estrebaria de onde saíram vem ao de cima.

  4. Rei-artur diz:

    @Zorglub

    Só quem não sabe o que é a Wikipedia é que diz absurdos como estes…

    Mas se eu me armo em rei, à quem se arme em cientista louco, quer inventar a roda, mas esqueceu que a roda já foi inventada.

    Mas a verdade é que a Wikipedia nasceu e cresceu com o trabalho de “pseudos juristas”, porque os “cientistas loucos” querem as coisas sem trabalho. no fim só ficam os “pseudos” porque os “loucos” desaparecem mais rápido que aparecem…

  5. Charles diz:

    MachoCarioca escreveu: “Onde leu que ali se vota o ‘fair-use’?”. Resposta: No título.

  6. Rei-artur diz:

    @Charles 🙂

    Apesar estarem a evitar a utilização do termo “fair-use”, esta proposta é fair-use, evitaram tanto o termo mas esqueceram que colocaram o termo no titulo da página… LOOOOOOOOOOL

    Tb adorei a expressão do MarceloB: A revolução dos paraquedistas…