Actua – Creative commons e Opensource

20090630 001

Eu li com bastante interesse uma revista, a Actua, elaborada por jovens para os jovens de Sines.

Gostei bastante da revista, especialmente do seu design bastante bom, fiquei mesmo surpreendido com a qualidade, pela positiva, claro.

Apesar que a achar um boas revista, nas época (crise) de vacas magras, peso que este tipo de “produtos” são um desperdícios de fundos públicos. Só a pequena câmara de Sines tem dois jornais e algumas revistas…

Esta revista apropriava-se mais foi algo online, teriam mais leitores e mais periódica, mas essa é a minha opinião, apesar de tudo eu gostei da revista.

Não foi só o design me atraiu mas também o seu “interior”, onde se destacam dois assunto muito pouco comum no “mundo” do jovens… a Creative Commons e o Opensource.

Creative Commons

20090630 002

Opensource

20090630 003

Nos dois artigo falam superficialmente do assunto, é a melhor maneira  para falar sobre estes assuntos. Quem tiver  interessado procure mais informação na net…

Inkscape

Ontem falei do concurso para a escolha do about screen da Inkscape (software opensource), para que não sabe o que é o Inkscape, aconselho a leitura do artigo da Wikipédia.

Apesar de ainda não ser uma versão final, ainda está na versão 0.46 e em breve sairá a versão 0.47. Na minha opinião é um dos mais poderosos editores de vectores no mercado. Como profissional já trabalhei e trabalho com diversos programas de edição de vectores, apenas um é melhor que o inkscape, é o FlexiSign Pro da Scanvec Amiable, mas software destina-se apenas aos profissionais. Curiosamente os fraco do FlexiSign Pro é o mais forte do Inkscape, é a formula de calculo das parabolas é simplesmente fenomenal, está a anos luz de todos os programas da concorrência, esta “função” é essencial para fazer desenhos em modo mão livre. No Inkscape conseguimos fazer uma curva muito acentuadas com meia dúzia de pontos, a mesma figura no Corel Draw serão largas centenas de pontos. Já que falei do Corel Draw, talvez seja o programa vectoral mais conhecido e mais utilizado pela generalidade das pessoas, mas é sem duvidas nenhuma um dos piores do mercado, tem muito que aprender com o inkscape… o corel só tem uma pequena vantagem é que dá trabalhar com raster e vectores ao mesmo tempo.


O novo Inkscape ainda não saiu, mas eu já ando a testa-lo 🙂 para quem quiser está disponível a versão a built de 9 de junho. ( não é necessário instalar ).

Há primeira vista, nota-se a diferença dos icone, finalmente ficaram mais pequenos, eram enorme, esta mudança é essencial para os netbooks.

Uma outra alteração, importante para os profissionais, finalmente criaram a “cor vazia”, a perece logo ao lado da cor preto, geralmente é simbolizado por um quadrado preto com uma cruz.

Outro ponto que destaco, os filtros e as extensões funcionam sem erros, nas versões anterior davam imensos erros. Todas as alterações nesta nova versão podem ser consultados aqui.

e não esquecer, o Inkscape é um software opensource e totalmente gratuito.