inov@ mas pouco

Já não é a primeira vez que eu falo do gabinete de designers da Câmara Municipal de Sines, são um grande apreciador dos trabalhos criados por eles. Apesar de os conhecer pessoalmente, mas desta vez cometeram um gravíssimo erro, no cartazes da Inov@emprego (é uma feira de emprego).
Podem chamar-me de fundamentalista, mas colocar o símbolo da Micro$oft com imagem oficial de uma feira ficam muito mal.

Eu sei que nós portugueses (geralmente os políticos) temos uma obsessão pela Micro$oft, mas fazer publicidade gratuitamente é demais. Apenas estamos a encher ainda mais os bolsos do Bill, já que falo do enriquecimento do Bill à nossa custa, não nos podemos esquecer dos projectos e-escolas e outros mas isso fica para um futuro post.
Eu não sou fundamentalista do uso de linux, por enquanto ainda não sou, porque reconheço que o linux ainda tem algumas limitações, mas pouco e cada vez menos. Mas nós em Portugal fazemos um uso exagerado de uso de softwares proprietários quando existem excelentes alternativas gratuitas. Aconselho a leitura deste post, sobre o gastos feitos.

Já que falei em linux, já faltam poucos dias para o lançamento da nova versão do ubuntu.

OpenOffice.org 3.0 splash screen

A comunidade acabou de escolher o splash screen para a sua nova versão do software opensource.

Eu já algum tempo que acompanho este tipo de iniciativa, tanto o OpenOffice.org como e em outro projectos opensource. Mas é curioso, o que ganha na minha opinião nunca é o melhor, o mesmo aconteceu no último do Inkscape, como neste, eu cá preferia a 3º proposta do Ivan Miskovic mas com um pequena alteração, em vez do simples “3”, passaria a 3.0 .